logo_topo

Diocese de Uruguaiana
Rua Santana, 2612 - Centro
Uruguaiana / RS | Cep: 97501-504
Tel. (55) 3412-1246






Siga-nos:

Facebook Twitter Twitter
pesquisar em nosso site

Últimas Notícias

Dom Aloísio emite nota oficial sobre a sua transferência.

Da Diocese de Uruguaiana à Diocese de Santa Cruz do Sul

Amados irmãos e irmãs da “Nossa Terra Santa” - Diocese de Uruguaiana - e muito caros irmãos e irmãs da “Terra da Santa Cruz” – agora, nossa Diocese de Santa Cruz do Sul. Não é possível esconder a emoção humana que toma conta do meu coração ao escrever-vos esta nota, após a nomeação do Papa Francisco para nova missão. Foi muito gratificante a experiência de quase nove anos na Diocese de Uruguaiana, Igreja particular que aprendi a amar e que, com a força do Alto, me ensinou a exercer o ministério episcopal, ao somarmos nossos dons no percurso do mesmo caminho, seja como clero, consagrados e consagradas e como leigos e leigas. Espero e rezo para que o mesmo caminho não seja interrompido, mas sempre ajustado segundo os sinais dos tempos, pois o rumo já está direcionado para o horizonte, onde brilha a Luz do Evangelho, revelado pelo Senhor que caminha conosco até o fim dos tempos (Cf. Mt 28, 20). Agora, animado pelo espírito da fé, leio no convite do Sumo Pontífice a vontade do próprio Deus, diante do qual já consagrei minha vida, há muitos tempo, como cristão, franciscano, presbítero e bispo. Portanto, o “Sim” emitido ao sucessor de Pedro foi de inteira obediência e total disponibilidade para continuar no serviço ao Reino, onde a Igreja necessitasse. Nosso querido Papa Francisco, inspirando-se no Evangelho, nos convida a sermos “Igreja em saída”, toda missionária e servidora, pois esta é sua razão de ser. É com este espírito que iremos para a nova missão, agora, na querida Diocese de Santa Cruz do Sul. Também na “Terra da Santa Cruz” continuarei ou aprenderei a amar o querido Povo, confiado por Deus, através da Igreja, para administrar-lhe como profeta, sacerdote e pastor os dons da redenção, adquirida pelo amor máximo de Jesus Cristo, ao dar sua vida, no alto da Santa Cruz.

Caríssimos diocesanos das duas dioceses que repartem meus sentimentos: de um lado, sinto uma gratidão imensa à sociedade e Diocese de Uruguaiana, que tão bem me acolheu, adotou e tanto me fez aprender, junto com a graça de Deus que nem sempre escolhe os mais capacitados, mas tem seu modo de capacitar os escolhidos. Obrigado aos Irmãos presbíteros, aos consagrados e consagradas, aos leigos e leigas, mais próximos ou distantes, por toda colaboração e apoio na caminhada conjunta ao encontro do mesmo Senhor e seu Reino nesta Terra Santa da Fronteira Oeste; levo todos no coração e conto com vossas preces. E agora me permitam fazer um pedido, como amigo e administrador diocesano: eu continuo convosco até a posse na nova diocese que, certamente, deverá acontecer nos fins de agosto ou início de setembro. Não interrompamos a significativa caminhada diocesana, especialmente, do Projeto da Iniciação à Vida Cristã - no espírito catecumenal; abracemos com empenho as Diretrizes Diocesanas 2016-2019, com todos os seus desdobramentos nas diversas comunidades, pastorais, serviços, movimentos, associações, escolas e setores da vida de nossa sociedade; e desde já, rezemos ao Espírito Santo pelo novo bispo, que começa a ser escolhido através da Igreja, e preparemos o coração para acolhê-lo como novo pastor, da melhor forma possível.

Voltando a mente e o coração para o outro lado, à nossa querida Diocese de Santa Cruz do Sul, desejo agradecer todas as manifestações de acolhida e de boas-vindas, especialmente pelas palavras de Dom Aloísio Sinésio Bohn, nosso bispo emérito, de Dom Canísio Klaus, meu antecessor, e do Pe Zeno Rech, Administrador diocesano. Nos seus nomes agradeço as demais gentis mensagens. Chegarei de forma humilde, mas de “mala e cuia”, de corpo e alma, para ser vosso Irmão-Bispo, na missão de profeta, sacerdote e pastor. Caminharemos juntos, como Irmãos e Irmãs, ao encontro do mesmo Senhor. Um caloroso abraço aos Irmãos presbíteros, primeiros colaboradores na missão (Vós sereis minha família mais próxima no ministério!); aos Irmãos consagrados e Irmãs consagradas, cujos carismas enriquecem tanto nossa Igreja (Saibam que o bispo tem coração marcado pela espiritualidade consagrada!); aos leigos e às leigas de todas as idades, chamados a serem discípulos missionários em todos os ambientes da sociedade (Saudação especial às famílias e aos jovens; um beijo às crianças e aos idosos!). Enfim, a todos nossa bênção para que consigamos caminhar no espírito da fraternidade com todos os setores e instituições da sociedade e, sobretudo, como Igreja unida, primeiro testemunho evangélico que o mundo necessita e que dá credibilidade à nossa vida e missão!

Agradecendo novamente a todos os que se manifestaram pelos diversos meios de comunicação, especialmente os que deram força para o envio em missão, concluo com as palavras da falecida Mamãe Verônica, no dia da despedida para a vinda à Diocese de Uruguaiana, nove anos atrás: “Liebes Kind, gehe zum Weinberg des Herrn!... = “Querido filho, vai para a Vinha do Senhor”! E, com lágrimas nos olhos, acrescentou: “Sempre rezarei para que os anjos te acompanhem em cada atividade da tua missão”. Que ela, Dom Alberto e tantos outros e outras, vivos ou que já partiram, nos acompanhem com suas preces e intercessões!
Vosso Irmão-bispo

Dom Aloisio Alberto Dilli
Administrador diocesano de Uruguaiana e
Bispo nomeado para a Diocese de Santa Cruz do Sul


Uruguaiana, 17 de julho de 2016.

Powered by CuteNews

2017 ©
Todos os direitos reservados.


Diocese de Uruguaiana
Rua Santana, 2612 | Centro
Uruguaiana/RS | Brasil
Cep: 97501-504
Telefones:
(55)3412-1246
(55)3412-1486